Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

São Sebastião: Agentes de endemias visitam mais de 2.300 imóveis no combate ao Aedes Aegypti

São Sebastião: Agentes de endemias de visitam mais de 2.300 imóveis no combate ao Aedes Aegypti

Os resultados a serem obtidos auxiliam no mapeamento da infestação do mosquito nos bairros

Da Redação / Foto: Divulgação

O Controle de Endemias, ligado ao Departamento de Vigilância em Saúde de São Sebastião, inicia em janeiro o levantamento estatístico da infestação de Aedes aegypti e Aedes albopictus, estudo conhecido como ADL (Análise de Densidade Larvária).

Serão visitadas 451 quadras e 2.304 imóveis em todo o município, da Costa Sul à Costa Norte. Os resultados a serem obtidos auxiliam no mapeamento da infestação do mosquito nos bairros e contribuem para o planejamento de ações de combate ao mosquito e controle dos vírus da Dengue, Zika e Chikungunya.

A ação será realizada seguindo protocolos sanitários para prevenção do contágio do coronavírus, visando a segurança dos agentes e dos munícipes.

Os agentes estarão devidamente identificados e paramentados com EPI (Equipamentos de Proteção Individual). A ação será realizada seguindo protocolos sanitários para prevenção do contágio do coronavírus, visando a segurança dos agentes e dos munícipes. Domicílios com idosos acima de 60 anos ou com pessoas com sintomas gripais não serão visitados.

Atenção redobrada

Com a chegada do verão e das chuvas, o ambiente se torna propício para a proliferação do mosquito. A maioria dos criadouros está nas residências – são pratos, potes, baldes, lonas, tampas de garrafa e outros materiais esquecidos, além de calhas sujas, bueiros e piscinas abandonadas.

O ideal é que os moradores façam vistoria semanal em seus quintais, principalmente após as chuvas.

O controle da dengue somente é possível com uma ação conjunta com a população, pois o mosquito se reproduz muito rapidamente.

Compartilhe com Todos!
Facebook
WhatsApp

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique Informado!

Siga a Gazeta